Logo

Conteudo Principal do Site

Esportes

Assista aos Vídeos

História do Aikido

História do Aikido

UM POUCO SOBRE AIKIDO

O Aikidô é uma arte marcial originária do Japão, criada pelo mestre Morihei Ueshida (1883-1969), que concentrou nela toda a essência do conjunto de artes marciais japonesas (Budô).

Buscando coordenar à perfeição as atividades conjuntas do corpo e da mente, em profunda unidade com as leis naturais, o AIKIDÔ propicia ao seu praticante, através do treinamento persistente, o domínio das técnicas de concentração e relaxamento, possibilitando: o combate ao "Stress", a defesa pessoal, a manutenção da saúde e a longevidade.

Seu Fundador afirmava:

Ö importante não é lutar contra um inimigo e derrotá-lo, é mais do que isso, derrotar os inimigos internos, a insegurança, o receio. É descobrir a maneira de conciliar as diferenças que existem no mundo e fazer dos seres humanos uma grande família. É compreender as leis do universo, tornar-nos unos com ele. Esse entendimento se dará pelo treinamento persistente".

História do Aikido
Aikido

Os movimentos do AIKIDÔ, sem exceção, seguem as leis da natureza. São cheios de vigor e energia, mas aplicado sempre o princípio da não-resistência, da abstenção e força bruta. Conseqüentemente pessoas de ambos os sexos e de todas as idades podem praticá-lo, sentindo-se atraídas com a real possibilidade de treinar a mente e o corpo, forjando inclusive um caráter equilibrado, temperando-se para todos os momentos da vida.

O Aikido foi criado no Japão em 1942, pelo grande mestre Morihei Ueshiba. A arte tem suas origens no Daito Riu Aikijiujitsu criado por Yoshimitsu Saburo Shinja o sexto filho do imperador Seiwa (850-880 DC), pertencente a familia Minamoto .

Por pertencer a casa Daito, a arte recebeu este nome. O Aikido ensina claramente o espirito japones de amor pelas força das natureza (DAISHIZEN), e o pensamento da realização de ações sempre pensando no caráter coletivo, de respeito a disciplina, a beleza e a elegancia da simplicidade em se fazer as coisas porem em harmonia com todos os fatores envolventes. No Brasil a CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AIKIDO-BRAZIL AIKIKAI, é a organização que segue as tradições preconizadas pelo Instituto Takemussu, que visa manter os ensinamentos originais do fundador do Aikido, através de estágios constantes que são feitos no Brasil de mestres alunos diretos do fundador, como Yoshimitsu Yamada, Nobuyoshi Tamura, e Seichi Sugano. O Aikido por não possuir competições, ensina a trasformar os conflitos em ações construtivas, dentro do verdadeiro espirito do "BUDO".

Muita gente pensa que os japoneses inventaram o "budo", para a guerra. Muito pelo contrário. A palavra "DO" cujo kanji os chineses lêem como "TAO", significa a verdade ultima, o logos, Deus. As artes marciais modernas portanto na verdade são caminhos espirituais para as pessoas viverem melhor. Foram originalmente criadas por seus fundadores quase como uma religião. A ideia que o Ocidente tem, sobre as artes marcias como algo para a violencia, foi criada porque os primeiros estrangeiros que chegaram ao Japão não podiam entender que ao verem as pessoas lutando, na realidade estavam praticando um exercicio para melhor entenderem a Natureza, e assim poderem se harmonizar com ela, como preconiza o sentimento original do povo japones.

Esta mudança da utilização das artes marciais para "Caminhos Marciais" ocorreu depois que as armas de fogo chegaram no Japão, e os samurais perceberam que seus afiados e bem manejados katanas (sabres) eram inuteis diante de uma pistola carregada. Diante desta realidade passaram a praticar os movimentos marciais, não como instrumentos para a guerra, mas sim, como exercicios para a iluminação espiritual. Os ocidentais porem ao chegarem no Japão e verem as pessoas trocando socos e pontapés, pensaram que aquilo podia ser um excelente meio de defesa pessoal, e assim importaram a prática erroneamente com a ideia de que uma pessoa procura um caminho marcial com o objetivo se ficar bom de briga.

História do Aikido
Aikido

Daí a ideia que que um faixa preta de arte marcial é uma pessoa perigosa. Muita gente perde tempo enorme em academias tentando apenas a aprender técnicas de defesa pessoal, que nada valem hoje em dia, na realidade, onde as pessoas agressivas andam com armas de fogo. É preciso treinar a calma, a tranquilidade, o domínio das emoções, a segurança, a coragem, e nisto o Aikido pode ajudar muito. Agora, já nos principais centros mundiais, após quase 40 anos de divulgação do AIKIDO na Europa, e Américas, existem muitos professores ocidentais que entenderam este espirito e vem divulgando o mesmo corretamente.

No Brasil, o Sensei Wagner Bull fundou o Instituto Takemussu e escreveu 3 livros sobre o assunto e, após muito esforço e 32 anos de estudo, consegue entender o verdadeiro espirito do Aikido. Em 1988 conseguiu que o governo brasileiro reconhecesse o INSTITUTO TAKEMUSSU como organização oficial a divulgar o Aikido Tradicional, através da Resolução 02/88 do Conselho Nacional de Desportos.

O fundador do AIKIDO, Morihei Ueshiba, era um personagem fantástico, mistico. Existem estórias fantásticas sobre o mesmo. Ele era capaz de pressentir pessoas que queriam atacá-lo sem vê-las, chegava a arrancar pequenas arvores apenas com suas mãos, e a levantar pedras incompatíveis para seu tamanho e peso, fruto de seu intenso treinamento e iluminação espiritual a que chegou.

No Aikido o praticante inicia-se na arte, aprendendo a cair e a rolar sem se machucar. Posteriormente começa a relacionar-se com um companheiro de treino, e vai aprendendo suas fraquezas e pontos fortes, bem como a de seus semelhantes. Com o passar do tempo vai desenvolvendo sua sensibilidadade a ponto de poder controlar um oponente facilmente com um mínimo de força, bem como a presentir o caráter e as intenções das pessoas logo no primeiro encontro.

É uma arte muito util para as pessoas que estão na direção de grupos humanos, como os gerente, diretores, e chefes de equipe, pois ensina a liderança e o trabalho conjunto em harmonia dando segurança e coragem para seus praticantes, vencendo o medo que tanto atrapalha no relacionamento humano.

É claro que Aikido pode ser usando como defesa pessoal em determinadas situações, em uma briga de rua por exemplo. Porém, a experiência me ensinou que o mais eficiente dos faixas pretas se torna indefeso diante de um revolver em mão hábeis. Infelizmente muitas artes marciais tradicionais se tornaram esportes de competição e perderam a origem para a qual foram criadas.

História

As histórias do AIKIDO e de seu fundador, MORIHEI UESHIBA, se confundem. Ueshiba (O-Sensei) praticou artes marciais desde tenra idade, tendo estudado diversas escolas de Jiu-Jitsu, Alabarda, espada, sabre, escolas de projeções, enfim, as inúmeras escolas (RYU) de Jiu-Jitsu que existiam no Japão em fins do século XIX e começo do século XX.

O-Sensei disse a seus discípulos que praticou mais de trinta artes marciais, e que a maioria destas ele conseguiu dominar num tempo não maior que trinta dias. Ueshiba é tido como um dos maiores e mais proficientes artistas marciais de todos os tempos, no mundo inteiro.

Numa de suas viagens pelo Japão, nas quais desafiava outros artistas marciais para testar suas forças – principalmente em lutas de Sumô – Ueshiba enfrentou SOKAKU TAKEDA, que o derrotou facilmente. Surpreso que ficou – pois até o encontro com Takeda não havia sido derrotado – O-Sensei inscreveu-se num curso de dez dias de Daito-Ryu AikiJujutsu (arte marcial ensinada por Takeda). Gostou tanto deste curso, que se inscreveu para mais um, e assim ficou treinando sob a severa tutela de Takeda por cerca de cinco anos.

Então, podemos entender que a arte marcial que mais influenciou o moderno AIKIDO foi o DAITO-RYU AIKIJUJUTSU. Outras escolas também tiveram sua parcela de influência, porém em menor escala. As escola de combate com armas influenciaram mormente nos deslocamentos circulares e esquivas do AIKIDO, entre outras.

Estava dado início na parte combativa do AIKIDO, a partir do Aikijujutsu. Porém, havia a parte espiritual, que veio principalmente da religião OMOTO.

Em outra de suas viagens, O-Sensei encontrou-se com o reverendo ONISABURO DEGUCHI, que naquela época ensinava a religião OMOTO. Esta religião pregava, principalmente, que todos nós temos um pouco de divindade, pois todos somos filhos do Universo e, portanto, unos com Deus – a divindade suprema – e com o Universo em si. Portanto, a vida de uma pessoa não tem valor mensurável. Quando se agride ou mata uma pessoa, está-se agredindo o próprio Universo e Deus, pois todos são uma coisa só. Ueshiba abraçou a fundo esta causa, inclusive indo morar no retiro da religião OMOTO, onde ensinava a seus discípulos artes marciais e cuidava das plantações e jardins do sítio.

Numa certa tarde, ao se desentender com um oficial da marinha e ser por este atacado – o oficial tentava acertá-lo com um bokken (espada de madeira) por tempos e tempos e não conseguia, cansando-se e desistindo de agredir Ueshiba . Após este confronto, Ueshiba foi ao jardim, molhar sua face com água da fonte.

Então, teve uma iluminação. Viu o universo subir do chão e envolvê-lo em luz dourada. O-Sensei chorou de alegria, pois naquele momento entendera que o significado do BUDO (caminho do guerreiro, as artes marciais) não é a destruição, mas sim a proteção da vida e de todos os seres vivos.

A partir daquele momento o AIKIDO estava completo, com técnicas, filosofia e espiritualidade. O desenvolvimento desta arte marcial foi vertiginoso, sofrendo uma parada durante a Segunda Guerra, mas retornando a seguir com força total, sob a liderança do filho de O-Sensei, KISHOMARU UESHIBA.

Hoje o AIKIDO tem mais de duzentos mil praticantes no mundo todo, e a cada dia a arte ganha novos seguidores, encantados com a sua eficiência como defesa pessoal, método de melhorar a saúde física e espiritual, melhoramento pessoal e integração com os outros seres humanos.

LEMAS DO AIKIDO

História do Aikido
Morihei Ueshiba

01) Manter a Disciplina;

02) Não se enervar;

03) Não se entristecer;

04) Não possuir sentimento hostil;

05) Ser compreensivo e tolerante;

06) Ser trânquilo;

07) Ser pacífico;

08) Manter a ética;

09) Fazer amizade com todos;

10) Respeitar a Deus e as pessoas;

11) Ser humilde;

12) Ser justo e honesto;

13) Concientizar-se que o Aikidô é um dos caminhos que leva a Deus;

14) Conscientizar-se que a prática do Aikidô tem por princípio o auto-conhecimento.

GRANDES MESTRES

O Sensei Morihei Ueshiba (1883-1969 )

Fundador do Aikido.

História do Aikido
Morihei Ueshiba

Kisshomaru Ueshiba (1921-1999)

Filho do fundador, idealizador do Aikikai e primeiro Doshu (Senhor do Caminho) dessa organização.

História do Aikido
Kisshomaru Ueshiba

Moriteru Ueshiba (1951 – )

Neto do fundador e atual Doshu.

História do Aikido
Moriteru Ueshiba

Morihiro Saito (1928 – 2002)

Um dos alunos prediletos de O Sensei. Fundador do estilo Iwama.

História do Aikido
Morihiro Saito

Gozo Shioda (1915 – 1994)

Um gênio do Aikido. Aluno direto de O Sensei. Fundador do estilo Yoshinkan.

História do Aikido
Gozo Shioda

Koichi Tohei (1920 – )

Aluno direto de O Sensei e fundador do estilo Shin Shin Toitsu. Foi um dos primeiros alunos de Morihei Ueshiba a receber o 100 Dan, grau máximo.

História do Aikido
Koichi Tohei

Yoshimitsu Yamada (1938 – )

Considerado hoje um dos maiores líderes do Aikido mundial, freqüentemente realiza grandes seminários em todo o mundo.

História do Aikido
Yoshimitsu Yamada

Wagner Bull (1949 – )

Faixa preta, 6º DAN. Um dos maiores nomes do Aikido na América Latina. Fundador do Instituto Takemussu.

História do Aikido
Wagner Bull

Fonte: www.geocities.com

História do Aikido

O fundador do Aikido, Morihei Ueshiba , nasceu no Japão em 14 de dezembro de 1883.

Quando garoto, assistiu freqüentemente baderneiros locais baterem em seu pai por razões políticas.

Em função disso decidiu sair mundo afora para tornar-se forte e poder então conseguir vinga-lo. Devotou-se então a um severo treinamento de condicionamento físico e eventualmente à prática de artes marciais, recebendo certificados do Mestre em diversos estilos do jujitsu, esgrima, e luta com lança. E

ntretanto, apesar de suas impressionantes potencialidades físicas e marciais, sentia-se muito descontente. Começou então a peregrinar por diversas religiões na esperança de encontrar um significado mais profundo para a vida, ao mesmo tempo em que continuava a persistir em seus estudos do budo, ou, as artes marciais.

Combinando seu treinamento marcial com suas ideologias religiosas e políticas, criou a arte marcial moderna do Aikido. Morihei Ueshiba decidiu-se pelo nome "Aikido" em 1942 (antes chamou sua arte marcial de "aikibudo" e "aikinomichi").

Pelo lado técnico, o Aikido é enraizado em diversos estilos do jujitsu (de onde o judô moderno também é derivado), mais particularmente no daitoryu-(aiki)jujitsu, assim como e artes de combate da espada e da lança.

Simplificando um pouco, nós podemos dizer que o Aikido executa as torções e projeções comuns do jujitsu e os combina com os movimentos do corpo da luta da espada e da lança. Entretanto, nós devemos também frisar que muitas técnicas do Aikido são o resultado de própria inovação do Mestre Morihei Ueshiba.

Fonte: www.portaldekungfu.com

Aikido

Aikido
História do Aikido
Lemas do Aikido
Morihei Ueshiba
Técnicas do Aikido
Glossário do Aikido

História do Aikido

O Aikido é uma arte marcial japonesa criada pelo Grão Mestre Morihei Ueshiba na primeira metade do século XX.

Baseada nas técnicas da antiga escola de aikijujutsu Daito Ryu e na escola de esgrima Shinkage Ryu, além de escolas de técnicas de bastão, o Aikido visa a harmonização do praticante com o adversário na realização das técnicas.

Seus movimentos são circulares aproveitando a energia do adversário contra ele mesmo, podendo desde simplesmente desviar seu ataque até causar um grande traumatismo articular, dependendo da energia empregada por ambos.

Além das técnicas de taijutsu (técnicas corporais), estudamos também espada (aikiken) e bastão (aikijo) como formas de aprimorar o movimento corporal e o controle do adversário.

Aikido significa o caminho (no sentido espiritual) da união da nossa energia com as energias criadoras do universo. "Ai" que dizer união. "Ki" significa energia vital e "Do" quer dizer caminho.

Fonte: www.ascai.com.br

História do Aikido

O fundador do Aikido, Morihei Ueshiba, nasceu no Japão em 1883. Esta era uma época em que ainda estavam bem vivos todos os conhecimentos e valores morais dos antigos Samurais.

Devotou-se a um severo treinamento de condicionamento físico e à prática de artes marciais, atingindo elevado nível de proficiência em diversos estilos de Ju Jitsu, esgrima e luta com lança.

Entretanto, apesar de suas impressionantes potencialidades físicas e marciais, Ueshiba sentia-se muito descontente. Começou então a peregrinar por diversas práticas ascéticas e meditativas, objetivando encontrar um significado mais profundo para a vida, ao mesmo tempo em que continuava a persistir em seus estudos através do caminho marcial.

Ele criou o moderno Aikido combinando seu treinamento marcial com suas ideologias DE CRESCIMENTO INTERIOR E DE EVOLUÇÃO ESPIRITUAL do homem.

História do Aikido
Morihei Ueshiba

História do Aikido no Mundo

O atual Doshu (dono do caminho) é o Sr. Moritero Ueshiba, neto do fundador Morihei Ueshiba e filho de Kishomaru. Além de ser o líder máximo do AIKIDO a nível mundial, ele dirige e leciona no Hombu Dojo (Dojo Central do AIKIDO no Mundo, local onde Vargas Sensei já efetuou diversos treinamentos intensivos), abrigando sob a sua influência as entidades legais que subsidiam o AIKIDO no mundo, a AIKIKAI Foundation e a IAF (International AIKIDO Federation), todas localizadas em Tókio, no Japão.

História do Aikido no Brasil

O AIKIDO foi introduzido no país pelo Shihan Reishin Kawai (1931 – *) no início da década de 60, sob orientação do já falecido mestre 9º grau Arimoto Murashige, que era o Representante do AIKIDO para o Ocidente. Atualmente, o Shihan Reishin Kawai (faixa preta 8º grau), ligado às entidades AIKIKAI e IAF, preside a Confederação Latino-americana de AIKIDO. Reishin Kawai reside em São Paulo, onde exerce, além do AIKIDO, medicina oriental, sendo muito respeitado pelo seu conhecimento em ambas as áreas.

História do Aikido no Rio Grande do Sul

O AIKIDO veio para o estado no final da década de 80, trazido pelo Sr. Roberto Maruyama (atualmente 6º grau) e sob supervisão de Kawai Shihan.

Maruyama Sensei, pouco tempo mais tarde, retornou a São Paulo, onde agora é responsável pelo Maruyama Dojo. Assumiu, então, a responsabilidade de continuar o trabalho, por indicação de Maruyama Sensei, o seu discípulo, o Sr. Roque Vargas Filho, que há mais de 35 anos trilhava o caminho das artes marciais, com graduações em Judo e em Shorinji-kempo. Vargas é o líder e orientador técnico do AIKIDO-RS, que é ligado ao Hombu Dojo (Japão).

VARGAS Sensei, (1950 – * ) faixa preta 4º grau, é, por designação de Kawai Shihan, o responsável pelo AIKIDO no RS, com 42 anos de prática e ensino em artes marciais. Vargas desenvolve um trabalho em Porto Alegre há mais de 17 anos, lecionando em diversos horários no Dojo Central de Porto Alegre, sendo o responsável pelo ensino em diversas academias no Estado.

Vargas tem sido também um incentivador do uso do AIKIDO no trabalho policial, por meio da realização de cursos para a Guarda Municipal de Porto Alegre, para os monitores da FEBEM/FASE e para os policiais militares, além de oferecer descontos significativos a estes em seus Dojo (s).

Fonte: www.aikido.com.br

História do Aikido

O Aikido é uma arte marcial bastante nova. Foi desenvolvida pelo mestre Morihei Ueshiba no início do século passado, depois de ter estudado mais de 30 artes marciais.

Consagrado como "Homem invencível" dedicou-se a aprofundar sua espiritualidade, atingindo o Satori (iluminação). A partir da visão de que a origem do budo (caminho do guerreiro) é a manutenção do espírito de amor universal, compreendeu que as artes marciais não deveriam ser um instrumento para conduzir o mundo à destruição pelas armas, e sim, um caminho para realizar o pleno potencial divino contido no homem. Esta notável visão foi o início do Aikido.

Tecnicamente assemelha-se a diversos estilos de Jiujutsu, de bastão e de espada. Mesmo o princípio de não se chocar com a energia dos oponentes e nem se deixar envolver por seus movimentos, envolvendo-os no fluxo de sua energia já eram conhecidos e praticados pelas diversas artes existentes.

O que existe de então, de tão excepcional no Aikido?

História do Aikido
Morihei Ueshiba

É o sentido "Aiki", em que as técnicas são executadas e treinadas centrando-se na idéia de captação da energia universal pela auto-purificação, e na não destruição do adversário. Em todo treinamento de Aikido os praticantes são incentivados à auto-consciência, a colocarem-se em harmonia com o parceiro.

Inicialmente, o Aikido era ensinado somente a pessoas de alto nível moral e intelectual, a quem era imposta a condição de já serem praticantes em nível de quinto Dan (grau de faixa preta) de alguma outra arte marcial, vindo a ser divulgado em outros países somente após a Segunda Guerra Mundial.

"O Coração do Aikido é: Verdadeira Vitória é Vitória Sobre Si, Dia de Instantânea Vitória!"

"Verdadeira Vitória" significa infinita coragem

"Vitória Sobre Si" simboliza incansáveis esforços e

"Dia de Instantânea Vitória" representa o glorioso momento do triunfo no aqui e no agora.

Aikido é livre de formas rígidas, responde imediatamente a qualquer contingência, deste modo assegura-nos a verdadeira vitória; ele é invencível porque não luta com ninguém.

Realize: "Verdadeira Vitória é Vitória Sobre Si, Dia de Instantânea Vitória", e você estará hábil a integrar os fatores interno e externo da prática, limpe seu caminho de obstáculos e purifique seus sentidos."

Fonte: www.aikidobahia.com.br

História do Aikido

O AIKIDO é uma arte integrativa de origem japonesa fundada por Morihei Ueshiba na década de 1940. Foi resultado de um amplo estudo, pesquisa e treinamento de diversas artes marciais japonesas, sendo as principais o Daito-ryu aikijujutsu, com sensei Sokaku Takeda, o kenjutsu (técnica da espada) e ojojutsu (técnica do bastão curto), sendo outro de seus mestres Onisaburo Deguchi, líder da seita Oomoto-kyo.

Baseia-se em movimentos fluidos e circulares.

Além das técnicas de mãos vazias, os treinos também podem incluir armas: bokken ou bokutô (espada de madeira), Jô (bastão curto) e tanken ou tantô (faca de madeira).

Apesar de ser considerada uma arte marcial pela maioria dos praticantes, o próprio fundador denominou o Aikido como sendo uma Arte da Paz:

"Aikido não é uma técnica para lutar com ou derrotar o inimigo. É o caminho para reconciliar o mundo e fazer dos seres humanos uma só família." – Morihei Ueshiba

"O segredo do Aikido não está em como você move seus pés, e sim em como você move a sua mente. Eu não estou ensinando técnicas marciais. Eu estou ensinando à vocês a não-violência." – Morihei Ueshiba (O’Sensei)

O nome aikido é formado por três ideogramas japoneses. Uma boa tradução para o termo seria caminho da harmonia espiritual’, sendo esta harmonia a do ser humano (praticante) com a energia universal (ki) que nos cerca.

O termo Aikido é formado por três ideogramas em kanji que representam três conceitos diferentes:

História do Aikido

O ideograma AI traz o conceito de Harmonia, União, Integração. Foneticamente, em japônes, AI também pode significar Amor.

História do Aikido

O ideograma KI, também conhecido como Chi (China) ou Prana (Índia), traz o conceito de Energia, Energia Vital, Vida.

História do Aikido

O ideograma DO, conhecido também como Tao (China), traz o conceito de Caminho, Modo de Vida.

História do Aikido
Morihei Ueshiba (O’Sensei)

No Aikido não há competições ou disputas. Os treinos geralmente são compostos por um aquecimento e alongamento do corpo, seguido dos treinos de técnicas que podem ocorrer em duplas, trios ou mais praticantes.

Tecnicamente, o Aikido é composto por técnicas de aprisionamento, torções, projeções e rolamentos que são os meios por onde se praticam os princípios do Aikido.

Um dos princípios básicos do Aikido é a não-resistência, onde o praticante desenvolve a sensibilidade para acompanhar a energia do parceiro de forma harmoniosa.

No Aikido não há competições ou disputas. Os treinos geralmente são compostos por um aquecimento e alongamento do corpo, seguido dos treinos de técnicas que podem ocorrer em duplas, trios ou mais praticantes.

Tecnicamente, o Aikido é composto por técnicas de aprisionamento, torções, projeções e rolamentos que são os meios por onde se praticam os princípios do Aikido.

Um dos princípios básicos do Aikido é a não-resistência, onde o praticante desenvolve a sensibilidade para acompanhar a energia do parceiro de forma harmoniosa.

Fonte: www.aikidobr.com.br

História do Aikido

O Aikido é uma arte marcial japonesa criada pelo Grão Mestre Morihei Ueshiba na primeira metade do século XX.

Baseada nas técnicas da antiga escola de aikijujutsu Daito Ryu e na escola de esgrima Shinkage Ryu, além de escolas de técnicas de bastão, o Aikido visa a harmonização do praticante com o adversário na realização das técnicas.

Seus movimentos são circulares aproveitando a energia do adversário contra ele mesmo, podendo desde simplesmente desviar seu ataque até causar um grande traumatismo articular, dependendo da energia empregada por ambos.

Além das técnicas de taijutsu (técnicas corporais), estudamos também espada (aikiken) e bastão (aikijo) como formas de aprimorar o movimento corporal e o controle do adversário.

Aikido significa o caminho (no sentido espiritual) da união da nossa energia com as energias criadoras do universo. "Ai" que dizer união. "Ki" significa energia vital e "Do" quer dizer caminho.

Fonte: www.ascai.com.br

História do Aikido

O fundador do Aikido, Morihei Ueshiba, nasceu no Japão em 1883. Esta era uma época em que ainda estavam bem vivos todos os conhecimentos e valores morais dos antigos Samurais.

Devotou-se a um severo treinamento de condicionamento físico e à prática de artes marciais, atingindo elevado nível de proficiência em diversos estilos de Ju Jitsu, esgrima e luta com lança.

Entretanto, apesar de suas impressionantes potencialidades físicas e marciais, Ueshiba sentia-se muito descontente. Começou então a peregrinar por diversas práticas ascéticas e meditativas, objetivando encontrar um significado mais profundo para a vida, ao mesmo tempo em que continuava a persistir em seus estudos através do caminho marcial.

Ele criou o moderno Aikido combinando seu treinamento marcial com suas ideologias DE CRESCIMENTO INTERIOR E DE EVOLUÇÃO ESPIRITUAL do homem.

História do Aikido
Morihei Ueshiba

História do Aikido no Mundo

O atual Doshu (dono do caminho) é o Sr. Moritero Ueshiba, neto do fundador Morihei Ueshiba e filho de Kishomaru. Além de ser o líder máximo do AIKIDO a nível mundial, ele dirige e leciona no Hombu Dojo (Dojo Central do AIKIDO no Mundo, local onde Vargas Sensei já efetuou diversos treinamentos intensivos), abrigando sob a sua influência as entidades legais que subsidiam o AIKIDO no mundo, a AIKIKAI Foundation e a IAF (International AIKIDO Federation), todas localizadas em Tókio, no Japão.

História do Aikido no Brasil

O AIKIDO foi introduzido no país pelo Shihan Reishin Kawai (1931 – *) no início da década de 60, sob orientação do já falecido mestre 9º grau Arimoto Murashige, que era o Representante do AIKIDO para o Ocidente. Atualmente, o Shihan Reishin Kawai (faixa preta 8º grau), ligado às entidades AIKIKAI e IAF, preside a Confederação Latino-americana de AIKIDO. Reishin Kawai reside em São Paulo, onde exerce, além do AIKIDO, medicina oriental, sendo muito respeitado pelo seu conhecimento em ambas as áreas.

História do Aikido no Rio Grande do Sul

O AIKIDO veio para o estado no final da década de 80, trazido pelo Sr. Roberto Maruyama (atualmente 6º grau) e sob supervisão de Kawai Shihan.

Maruyama Sensei, pouco tempo mais tarde, retornou a São Paulo, onde agora é responsável pelo Maruyama Dojo. Assumiu, então, a responsabilidade de continuar o trabalho, por indicação de Maruyama Sensei, o seu discípulo, o Sr. Roque Vargas Filho, que há mais de 35 anos trilhava o caminho das artes marciais, com graduações em Judo e em Shorinji-kempo. Vargas é o líder e orientador técnico do AIKIDO-RS, que é ligado ao Hombu Dojo (Japão).

VARGAS Sensei, (1950 – * ) faixa preta 4º grau, é, por designação de Kawai Shihan, o responsável pelo AIKIDO no RS, com 42 anos de prática e ensino em artes marciais. Vargas desenvolve um trabalho em Porto Alegre há mais de 17 anos, lecionando em diversos horários no Dojo Central de Porto Alegre, sendo o responsável pelo ensino em diversas academias no Estado.

Vargas tem sido também um incentivador do uso do AIKIDO no trabalho policial, por meio da realização de cursos para a Guarda Municipal de Porto Alegre, para os monitores da FEBEM/FASE e para os policiais militares, além de oferecer descontos significativos a estes em seus Dojo (s).

Fonte: www.aikido.com.br




Eu achei - www.euachei.com.br - s139 consultoria